Tyrell de Jardim de Cima.pngCasa Tyrell de Jardim de Cima é uma das Grandes Casas dos Sete Reinos, grandes senhores da Campina. Um grande e rica casa, sua riqueza é apenas superada entre as Grandes Casas pela Casa Lannister, os Tyrell porém possuem a maior força militar. Adicionalmente, as frotas de seus vassalos da Casa Redwyne, dos senhores das Ilhas Escudo e dos senhores costeiros, caso convocadas, formam uma armada que se equaliza caso não ultrapasse à FrotaReal.
Jardim de Cima é uma antiga sede de governo e coração da cavalaria nos Sete Reinos; os Tyrell chamam a si mesmo 'Defensores das Marcas' e 'Supremos Marechais da Campina', e possuem tradicionalmente o título de Protetor do Sul. Seu brasão ostenta uma rosa dourada em campo verde-relva, e suas palavras são "Crescendo Fortes". Membros da família tendem a apresentar cabelos encaracolados castanhos e olhos castanhos ou dourados.

História

Os Tyrell traçam sua linha de descendência, pela linhagem feminina, até o lendário Garth Greenhand, o primeiro Rei da Campina, na Era dos Heróis (indicando sua origem dentre os Ândalos invasores centenas de anos antes). Os Tyrell serviam de intendentes da Casa Gardener, a antiga linhagem de Reis da Campina, que periodicamente se casavam com casas menores da Campina como a Casa Tyrell ou Casa Florent. Seguidamente à derrota e morte do Rei Mern IX, no Campo de Fogo, Lorde Harlen Tyrell, hereditariamente alto administrador da Campina, rendeu Jardim de Cima e receveu o castelo, juntamente com o domínio da Campina por Aegon o Conquistador. Como Protetores do Sul eles frequentemente se metiam em batalhas com os dorneses, que permaneciam independentes.
Quando Daeron I, o Jovem Dragão, iniciou a conquista de Dorne, o Senhor de Jardim de Cima comandou um exército que invadiu pelo Passo do Príncipe; Após a vitória incial, Daeron apontou Lorde Tyrell como governante de Dorne. Lorde Tyrell apreciou as mulheres dornesas e uma noite ele puxou a corda que funcionava como sinal para a vinda de uma rameira para sua cama, e uma centena de escorpiões caíram do capitel de sua cama. Sua morte iniciou novas revoltas, e a conquista foi desfeita m uma quinzena.
Durante a Guerra do Usurpador, Casa Tyrell permaneceu leal ao Rei Aerys II Targaryen As forças de Lorde Mace Tyrell conquistaram uma vitória contra Robert Baratheon na Batalha de Vaufreixo, impondo ao futuro rei sua única derrota na guerra ao custo da vida de Sor Quentin Tyrell. Mace costuma tomar o crédito pelo sucesso, mas foi a vanguarda sobre comando de Lorde Randyll Tarly que pôs Robert em fuga. Mance então se ocupou em cercar o irmão de RobertStannis em Ponta Tempestade, mas dobrou os joelhos depois que os Targaryen fossem quase exterminados no Saque de Porto Real. Robert Baratheon, rei pela conquista, os perdoou e os aceitou como vassalos juramentados.

Eventos Recentes

No início dos romances, Loras Tyrell, o Cavaleiro das Flores, é o único membro da Casa fora da Campina. Ele monta no Torneio da Mão, derrotando Sor Gregor Clegane mas cedendo o primeiro lugar à Sandor Clegane após o Cão de Caça o salvar da Montanha. Ele se irrita quando o Mão, Eddard Stark, não o envia para trazer Gregor à justiça por pilhagem nas Terras Fluviais. Quando Rei Robert está em seu leito de morte, Loras apoia o desejo de Renly Baratheon de tomar a coroa antes do Príncipe Joffrey ou Lorde Stannis Baratheon poderam reclamá-la, e foge da cidade com ele quando Lorde Stark recusa o pedido de Renly por ajuda.
Casa Tyrell se declara pelo Rei Renly. Margaery se torna sua rainha, seu ex-escudeiro e amor secreto Sor Loras, se torna o Senhor Comandante de sua Guarda Arco-Íris, e Lorde Mace sua Mão. Com o apoio dos Tyrell (e de quase todos seus vassalos), Renly possui o mais forte exército na Guerra dos Cinco Reis. Após uma audiência desastrosa com seu irmão Stannis, os apoiantes de Renly parecem certos da vitória na batalha que se aproxima. Quando ele é assassinado naquela noite, Sor Loras, enfurecido, mata dois cavaleiros que o estavam guardando. O assassinato de Renly faz com que vários homens da Campina adotem a causa de Stannis. Os Tyrell e seus vassalos leais (incluindo Paxter RedwyneRandyll Tarly e Mathis Rowan) se movem para Ponteamarga, onde recebem a visita de Petyr Baelish. Ele estende uma oferta de aliança com o Rei Joffrey "Baratheon" e a Casa Lannister. Os Tyrell se juntam à Tywin Lannister, e marcham para Porto Real à tempo de salvar a cidade e derrotar as forças de Stannis na Batalha da Água Negra. O segundo filho de Mace Sor Garlan o Galante luta na armadura de Renly, amedrontando os plebeus que acreditam na volta do rei da tumba.
Após a batalha, Mace é recompensado com o posto de Mestre dos Navios no pequeno conselho, enquanto aos Lordes Redwyne e Rowan são dados lugares simbólicos. Garlan é feito Senhor de Fortaleza de Águas Claras, uma vez que a Casa Florent agora serva à causa de Stannis. Loras se junta à Guarda Real, e Margaery é prometida ao Rei Joffrey. Antes da chegada de Margaery à Porto Real, os homens Tyrell distribuíram carrinhos de comida entre os esfomeados, criando enorme popularidade para ela e sua casa, apesar do fato de que foi o embargo Tyrell que criou a escassez de comida em primeiro lugar. A mãe de Mace, Senhora Olenna arranja um encontro com Sansa Stark. Conversando com Sansa sobre Joffrey, Olenna decide que não se importa com o compromisso entre ele e Margaery e conspira com Petyr Baelish para envenenar Joffrey em sua própria festa de casamento. Tyrion Lannister é falsamente acusado do assassinado, e Mace é um dos jurados em seu julgamento. Ele deseja a morte do Duende por que Margaery estava bebendo do mesmo copo, sem saber que foi sua mãe que cometeu o assassinato, mas Tyrion eventualmente escapa da cidade.
Desde então a Casa Tyrell tem, de fato, "crescido forte", vindo a dominar sua tênue aliança com os Lannister apesar da crescente paranoia da Rainha Cersei. Após a morte da Mão, pai de Cersei, ela retoma sua regência e remove Mace e seis vassalos do pequeno conselho. Enquanto isso, Margaery está casada com o novo rei, irmão de Joffrey Tommen, liberando Mace de seus votos de não deixar a cidade até que Margaery esteja casada. Margaery se esforça para ganhar o amor das pessoas e tenta preparar Tommen para a realeza; ela fica perplexo com a recusa de Cersei à todas as suas sugestões e aparente falta de compreensão de todas as ameças militares eminentes. Ela resiste às tentativas de sedução do agente de Cersei Osney Kettleblack. Cersei envia Loras para liberar Pedra do Dragão e Mace para liberar Ponta Tempestade para removê-los da capital e pô-los em pergio. Loras é gravemente ferido quando invade a ilha, e Mace rapidamente retorna quando ouve que Margaery havia sido aprisionada pelo Alto Pardal, ela e Cersei trocando acusações mútuas de imoralidade. No tempo de sua chegada, entretanto Randyl Tarlly já havia arranjado sua soltura. Ele de novo profere votos de permancer na cidade, desta vez até Margaery ser inocentada em seu julgamento. Com Cersei aprisionada, Sor Kevan Lannister é nomeado Senhor Regente sobre Tommen, e toma medidas radicais para suavizar as ações de Cersei. Mace Tyrell é finalmente feito Mão, e seus vassalos Randyll Tarly e Paxter Redwyne são feitos mestres da leis e navios, respectivamente. Sor Kevan é morto por uma besta graças à Varys, no que a Aranha acredita irá causar mais uma fratura entre a aliança Lannister-Tyrell.

A Casa Tyrell no final do Século III

OS Tyrell conhecidos durante o período de tempo dos eventos descritos em As Crônicas de Gelo e Fogo são:
Com relações distante com o ramo principal, há também:


Deixe um comentário