Cidades de Papel                       VS                               Cidades de Papel - Poster / Capa / Cartaz - Oficial 1

Olá pessoal

Finalmente eu assisti "Cidades de Papel",  e faz um tempão já que ele foi  lançado né? 
Podem me chamar de hater, mas sim eu queria ir assistir com o objetivo de criticar :p, isso porque como deixei claro na resenha que fiz do livro, eu não gostei nadica do livro por motivos de Margo Roth Spiegelman, achei a personagem chata, entediante e egoísta; mas analisando agora o filme também, eu vi que ela pode ser tudo isso, mas o Quentin, também foi um garoto um tanto quanto impulsivo, e se esqueceu  um pouco de si, dos outros, tudo em função da garota misteriosa que era a Margo e por quem ele se apaixonou.

Eu confesso que depois que li o livro, dei de presente para uma prima minha, pois não tinha pretensões de ler novamente, porque de fato, meu problema com a Margo, é bem grande e na questão do filme, posso dizer que foi um filme: ok. 

O filme é "ok" pelo seguinte fato de ter uma boa trilha sonora, um elenco jovem que ainda pode ser muito promissor e algumas cenas cômicas legalzinhas, porém, ele deixa muito a desejar, é arrastado e tira boa parte da essência do livro, como frases e momentos bem fortes e que seriam legais um destaque. Assim como o filme não mostra claramente a amizade de Quentin, Radar e Ben. é óbvio que dá pra notar que eles são melhores amigos, mas no livro é bem mais que isso, é mais forte e mais íntimo, tipo uma irmandade; além de que, alguém consegue perceber claramente que o Ben começa a namorar a Lacey? Pois é, mas começam mesmo!

Outro ponto é que o filme mostrou uma Margo um pouco mais doce, querida, compreensível do que de fato ela é, pois no livro temos alguns diálogos dela com os outros que ajudaram o Quentin na sua busca. bem mais estúpido, e isso no filme foi reduzido apenas a uma conversa com o Q, sem pretensões e ela sendo um tanto quanto mentora.

Apesar dos grande pontos negativos do filme, eu gostei do final dele, bem mais do que do final do livro obviamente, pois transmite uma mensagem bonita pros telespectadores, mostra um Quentin, mais evoluído e maduro, que conseguiu apesar de sem efeitos com a Margo tirar uma boa lição de tudo isso.

VEREDITO FINAL: É bem difícil escolher, pois nem o filme e nem o livro vão entrar pra  minha lista de favoritos, mas creio e sinceramente pra mim foi assim, que se de fato quiserem conhecer a verdadeira essência da Margo e esse sentimento envolvente dessa paixão platônica, o livro é o ideal, o final nos deixa perplexados, querendo mais, porém ele realmente é construído de frases melhores e momentos melhores.

E vocês, leram ou assistiram  a esse livro/filme?? O que acharam? Deixe nos comentários <3


                                                                      xoxo!


           Twitter ❥ Facebook ❥ Instagram ❥ Tumblr ❥ Skoob ❥ Filmow ❥ Banco de Séries


Deixe um comentário