Vestibular 2013 #01 - Inocência

9.7.13




Inocência

Galerinha, essa é a primeira resenha que vou publicar sobre livros de Vestobular, então ela e as próximas que forem de vestibular serão um pouco diferentes, com alguns pontos que é importante pra quem vai prestar vestibular saber e como sou de Curitiba as resenhas em geral serão de livros que vão cair no vestibular da Universidade Federal do Paraná. 


"Inocência" é um marco do Romantismo e também um dos melhores exemplos de literatura regionalista, revelando detalhadamente a vida sertaneja do interior do Mato Grosso na metade do século passado. Fiel à tendência romântica, o romance possui no seu núcleo uma história de amor impossível: a jovem cabocla Inocência está prometida por seu pai ao rude sertanejo Manecão, mas apaixona-se pelo forasteiro Cirino, gerando uma série de conflitos devido ao rigoroso código de honra da época. 

Autor: Visconde de Taunay
Publicação: 1872
Período: Romantismo
Gênero: Romance Romântico Regionalista

Aspectos importantes:


-Linguagem Coloquial Regional
- Observação da natureza e da vida social do sertão
- Rigor do observador militar + Capacidade imaginativa do ficcionista = Equilíbrio entre ficção e realidade (Verossimilhança) 
- Duas concepções de mundos extremamente diversas = Meyer: Meio urbano europeu
Pereira: Meio rural brasileiro

Elementos estruturais:


- Foco Narrativo: 3° pessoa (linguagem oculta)
- Tempo: Cronológico / Linear
- Espaço: Fazenda do Pereira

MINHA OPNIÃO (RESENHA):


O sertão que cansou o autor


Eu não gosto muito de literatura brasileira, mas me vi obrigada a ler, de tudo o livro Inocência não foi uma experiência péssima, foin razoável...
É uma obra bonita e por ser do Romantismo tem sempre aquele exagero meloso, mas é uma história bonita de amor repentino com final triste.
O que me esgotou só no livro foram as primeiras e muitas páginas de descrição que o autor faz do sertão e quando chega no fim do livro ele da um foco maior no apaixonado do que na apaixonada, o que não da enteder direito o motivo de sua morte, pois ele só descreve depois de um período de dois  anos que ela morreu, e isso que ficou vago.
Acho que tanta descrição fez ele perder a meada de descrever um  morte dolorosa e triste hehe.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Li esse livro no Ensino Médio!!
    Ele é muito bom. É um clássico!!

    Ahhh, passando para avisar que te indiquei em um selinho...
    http://cafecomlivroo.blogspot.com.br/2013/07/selinho-1-versatile-blogger-award.html

    Beijos
    http://cafecomlivroo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Twitter

Google+

Estou Lendo